Serviços

A manutenção do seu serviço é a chave para a longevidade

Não esqueça de marcar o seu retorno  

IMPLANTE 
UNITÁRIO
PARCIAL
TOTAL

Com o desenvolvimento da odontologia, a reabilitação protética dos pacientes com ausência dentária tem encontrado nos implantes dentais a primeira opção para a solução para a maioria dos casos. O sucesso dos implantes depende, dentre outros fatores, das condições bucais e sistêmicas do paciente, da correta técnica cirúrgica e protética desenvolvida pelo cirurgião-dentista e da colaboração e manutenção por parte do paciente.

Os famosos “implantes dentários” em verdade são uma espécie de parafuso que visa substituir raízes de dentes perdidos. Nossos dentes são divididos em duas partes: coroa (parte do dente que fica exposta na boca) e raíz (parte do dente que fica inserida no osso do paciente). Quando, por qualquer motivo, perdemos a raíz de algum dente, precisamos de algo que possa suportar uma nova coroa. É aí que entram os implantes dentários.

PRÓTESE TOTAL FIXA
SOBRE IMPLANTES

O que é uma Prótese Total fixa sobre Implantes (Protocolo)?

É uma prótese fixa, com reforço interno metálico ou em zircônia, instalada sobre pinos de implantes de todos os dentes. A principal vantagem é a de devolver a função mastigatória ao paciente. Com o sistema comum de dentadura, o paciente tem em média 20% do poder de mastigação original, já com o protocolo fixo sobre implantes, esse percentual de poder de mastigação sobe para 85%.

Por que devo fazer uma Prótese Protocolo?

Na Odontologia atual, esta é a melhor opção de reabilitação total dos pacientes desdentados. O seu principal objetivo é a reabilitação bucal em todas as suas funções: estética, fonética e mastigação. Repõe os dentes ausentes ou perdidos, com a vantagem de uma estabilidade excelente pela fixação nos implantes.

Como é feita a higiene do Protocolo Fixo?

Como se trata de uma prótese fixa, a higiene é realizada através de fio dental e escovas interdentais, os quais são utilizados no espaço entre a gengiva do paciente e a prótese, removendo qualquer tipo de detrito.

É de grande importância que sejam realizadas consultas periódicas ao dentista especialista em implantes dentários para que esta prótese seja removida e seja realizada uma limpeza profissional sobre os implantes, mantendo-os saudáveis. A perda dos implantes pode levar ao insucesso de todo o tratamento.

CARGA IMEDIATA
UNITÁRIA
PARCIAL
TOTAL
 
 

O que é Implante com Carga Imediata?

Implante com carga imediata é a técnica pela qual se colocam próteses imediatamente após a cirurgia ou poucos dias depois da instalação do implante. As próteses utilizadas na carga imediata são temporárias e devem ser substituídas após algum tempo.

Só é possível planejar a carga imediata quando o diagnóstico do dentista aponta uma excelente estabilidade inicial na fixação do implante de titânio ao osso. Este diagnóstico é feito após uma rigorosa avaliação e estudo do caso clínico.

Por que fazer um Implante com Carga Imediata?

O Implante de Carga Imediata permite o uso de prótese provisória sobre o pino de titânio, o que torna o período de osseointegração (três a seis meses) bem mais confortável. Possibilita conforto, segurança e com excelente resultado já no início do tratamento.

PRÓTESE PARCIAL FIXA
SOBRE IMPLANTES

O que é um Implante Parcial Fixo?

É uma prótese fixa instalada sobre pinos de titânio para substituir um pequeno número de dentes.

Por que devo fazer um Implante Parcial Fixo?

O seu principal objetivo é a reabilitação bucal em todas as suas funções: estética, fonética e mastigação. Repõe os dentes ausentes ou perdidos.

Como é feito um Implante Parcial Fixo?

Depois de instalar os implantes, (pino de titânio que substituem a raiz do dente), o cirurgião dentista irá fixar a prótese sobre os implantes já cicatrizados. Este período irá variar de paciente para paciente e, dependendo de condições específicas.

ENXERTOS ÓSSEOS

Muitos pacientes apresentam interesse em se tratar com implantes, no entanto não possuem disponibilidade óssea. Nestes casos, os enxertos ósseos se apresentam como uma das alternativas para a solução do caso. Outra indicação dos enxertos ósseos é a manutenção do suporte labial, o qual se encontra prejudicado em pacientes que se mantiveram sem dentes durante muitos anos. A manutenção do suporte labial proporciona uma aparência mais jovial, pois reduz as expressões faciais.

O que são Enxertos ósseos?

O osso na mandíbula e da maxila é mantido pela presença de estímulo por parte do dente. Quando perdemos um dente, esse osso começa a reabsorver. A medida que o tempo passa sem o dente, mais osso é perdido.
A falta de osso é uma das limitações relativas dos implantes dentários. Nesses casos, podemos lançar mão dos enxertos ósseos, técnica pela qual colocamos osso na região necessária, viabilizando o tratamento com implantes.
Após 6 meses, em média, é possível a colocação do implante no local enxertado. É um procedimento bastante previsível e com margem mínima de erro.

Através de um exame clínico e imagens radiográficas podemos indicar a melhor técnica e tipo de enxerto para o seu caso

SEIO MAXILAR

O que é “elevação de seio maxilar” ou “levantamento de seio maxilar”?

Acima da nossa maxila, na parte interna, temos duas grandes cavidades chamadas de “seio maxilar”. Estas cavidades crescem reabsorvendo o osso maxilar e muitas vezes limitando o tratamento com implantes.
Visando a colocação de implantes, a técnica de elevação (levantamento) de seio maxilar consiste na inserção de um enxerto ósseo dentro desta cavidade. É uma cirurgia relativamente simples, contudo que exige cautela e habilidade do cirurgião.

Como é que se faz uma elevação do seio?

A elevação do seio é uma pequena cirurgia que pode ser feita de várias maneiras. Em casos de perdas ósseas pequenas basta levantar um pouco o assoalho deste seio, com o auxílio de instrumentos próprios, através do mesmo buraco onde vai ser colocado o implante. Em casos em que a perda óssea é muito grande temos de fazer uma janela na parte lateral do seio maxilar e preencher com osso.

É preciso outra cirurgia para colocar os implantes?

Quando a perda óssea é muito acentuada e não temos osso suficiente para colocar os implantes, temos de esperar alguns meses após a elevação do seio maxilar, até que o novo osso esteja formado para colocar os implantes.

 

PRÓTESE SOBRE IMPLANTE
CONVENCIONAL

Reabertura e instalação de pilares de cicatrização

Após o tempo de cicatrização do implante, que será determinado pelo dentista, é realizada uma pequena cirurgia para expor o implante dental, chamada de cirurgia de reabertura. Nesse momento é instalada uma peça denominada de cicatrizador que servirá para a cicatrização da região e um melhor encaixe do dente

Moldagem

É necessário realizar moldes com precisão para que o novo dente seja elaborado. O dente deve levar em consideração a cor dos dentes vizinhos além do formato da gengiva, dos dentes vizinhos e dos dentes do arco oposto para que tenha uma boa mordida. Esses moldes são encaminhados ao laboratório de prótese onde o profissional denominado de protético irá dar início a confecção do(s) dente(s)

Prova do dente e instalação

O novo dente está pronto para ser provado na região. O dente poderá ser elaborado de forma a ser cimentado (colado), ou aparafusado, a critério do dentista

Controle

O paciente deverá comparecer a cada 6 meses ao consultório para realizar controles radiográficos e fazer uma limpeza nos dentes. A higienização deverá acontecer com fio dental e escova de dentes da forma corriqueira. Alguns casos requerem orientações especiais que serão passadas pelo dentista.

PRÓTESE SOBRE IMPLANTE
CAD CAM

A grande vantagem desse sistema é a precisão das peças, o que lhes conferem alto padrão de qualidade. Como todas as etapas, desde o planejamento até a confecção, são feitas sob o controle de um programa de computador específico e operado por um técnico especialista, todos os cuidados são tomados para que o resultado final tenha um ajuste perfeito no preparo dental. Também é possível fazer o controle da espessura da peça para que fique uniforme, o que resulta em mais resistência. Por todos esses diferenciais, a qualidade é garantida.

LENTES
DE CONTATO
DENTAL

Significado de “lentes de contato dental“: 

expressão popular para uma tecnologia cujo nome técnico correto é “laminados cerâmicos ultrafinos”.

Eles são preparados e cimentados sobre os dentes do paciente, um a um. Falamos de lâminas que têm entre 0,2 e 0,5 milímetros de espessura e que, por serem tão finas, são comparadas às lentes de contato destinadas aos olhos.

Indicação

Pessoas com desarmonias suaves na forma e na cor dos dentes são as mais indicadas a recorrer às facetas ultrafinas.

O mais comum é utilizá-las para corrigir os dentes anteriores. Após um planejamento criterioso, elas podem entrar em cena para situações como:

  • Fechamento de espaços (os diastemas);

  • Aumento do comprimento dos dentes (alongamento);

  • Aumento de volume (largura);

  • Dentes desgastados;

  • Dentes lascados ou quebrados;

  • Alterações e correções suaves de cor.

DTM

DTM

Essa sigla se refere à disfunção temporomandibular, nome dado ao conjunto de sinais e sintomas que afeta a musculatura da mastigação e/ou a articulação temporomandibular (ATM) – aquela situada entre a mandíbula e o crânio, na região anterior à orelha.

Existem três tipos principais de DTM: a muscular, que ocorre quando a musculatura do sistema mastigatório sofre um excesso de tensão; a articular, que pode se dar tanto por uma sobrecarga da articulação quanto por traumas ou até doenças degenerativas, como osteoartrose e artrite reumatoide; e a mista, aquela que une os distúrbios musculares e articulares

DEMAIS ÁREAS DA ODONTOLOGIA
CIRURGIA - PRÓTESE - DTM  - ORTODONTIA  
ODONTOPEDIATRIA - CLAREAMENTO - DENTÍSTICA
ESTÉTICA - PREVENÇÃO
Faça-nos uma visita

Rua dos Mundurucus 3705

Entre 03 de Maio e 14 de Abril

Belém - Pará

CEP 66063 - 495

FONES:

FIXO    (91) 3249 - 6900

VIVO: (91) 99282-9511